terça-feira, 8 de Abril de 2014

Tarte de Irish Coffee, ou um café com cheirinho numa tarte !

tarte de irish coffee

Todos conhecem o Irish Coffee: um café bem quente e forte, servido com Whisky e natas, tudo no mesmo copo.
Reza a lenda que a bebida teria sido inventada por volta dos anos 1940 pelo chefe da restauração dum Hotel  em Foynes, na Irlanda, para servir aos passageiros norte-americanos que chegavam cansadíssimos da viagem de hydravião. A bebida era suposta ser um revigorante para os visitantes pouco habituados ao clima rigoroso irlandês.

Eu gosto muito dessa mistura de sabores: café, natas e whisky, e na verdade, tem mesmo algo de confortante, especialmente em dias de chuva....

tarte irish coffee

Esta tarte, inspirada na tarte "Intensément Café", de Pierre Hermé, reune isso tudo, com texturas diferentes, e sabores que se conjugam na perfeição.
É um pouco complexa na realização não pela dificuldade de cada elemento, mas pelo número de camadas diferentes que tem.
Esta receita dá para uma tarteira grande ou 12 tarteletes individuais.

Ingredientes:


Massa:
Biscoito tipo La Reine:
  • 45 g de clara de ovo (mais ou menos 1 e 1/2)
  • 30 g de açúcar
  • 25 g de gema de ovo (mais ou menos 1 e 1/2)
  • 15 g de farinha
  • 15 g de fécula de batata
  • açúcar em pó q.b.
Chantilly de Café:
  • 250 ml de natas
  • 2 colheres de sopa de café solúvel de boa qualidade
  • 12 g de açúcar
  • 1/2 folha de gelatina (1 g)
Ganache:
  • 160 g de natas
  • 160 g de chocolate negro (ou mistura de chocolate negro e de leite)
  • 20 g de manteiga a temperatura ambiente
Xarope para embeber o biscoito:
  • 60 g de água
  • 20 g de açúcar
  • 1 colher pequena de café solúvel
  • 50 ml de whisky


Passo 1

Vamos começar por preparar o chantilly de café porque tem que ficar no frio pelo menos 4 horas (idealmente 1 noite).
Ponha a gelatina a demolhar em água fria.
Num tachinho, aqueça as natas, e quando chegar ao ponto de fervura, retire do lume. 
Junte o café e o açúcar.
chantilly de café
Prove e rectifique o açúcar ou o café se necessário.
Junte a gelatina bem escorrida e misture bem para ficar bem dissolvida.
Tape bem e ponha no frigorífico pelo menos 4 horas

Passo 2

Prepare a massa conforme as indicações, e coze-a 20 minutos a 180ºC, tendo o cuidado de a picar e de pousar por cima uma folha de papel vegetal com pesos (feijão seco,...). Deixe arrefecer antes de usar.

Passo 3

Acenda o forno a 180ºC.
Prepare o biscoito tipo La Reine (este tipo de biscoito é ideal para ser embebido com xarope):
Numa taça, bata as claras em castelo, e junto a açúcar para ficarem bem firmes.
Junte as gemas e bata apenas alguns segundos, só até estarem misturadas.


Peneire a farinha e a fécula por cima dessa mistura e envolva com uma espátula delicadamente.
Estenda numa folha de papel vegetal na forma desejada (neste caso convém ser um círculo que tenha o mesmo diâmetro que o fundo da tarteira).
Polvilhe ligeiramente com açúcar em pó em ponha a cozer +/- 10 minutos .
Deixe arrefecer e recorte, se necessário, nas medidas pretendidas.
Reserve.

Passo 4

Agora o xarope: ferva a água com o açúcar até este estar dissolvido.


Retire do lume e junte o café e o whisky.
Reserve.

Passo 5

Para o ganache, corte o chocolate em pedacinhos pequenos, e ponha numa tacinha.
Firva as natas e deite por cima do chocolate, misture bem até obter um creme bem liso.


Junte a manteiga aos pedacinhos e misture novamente.

Passo 6

Para a montagem, espalhe metade do ganache por cima do fundo da tarte.
Pincele generosamente o biscoito com o xarope, e ponha por cima do ganache.
tarte de irish coffee
Espalhe o restante ganache por cima do biscoito.
Ponha no frigorífico enquanto faz o chantilly.
Retire o preparado para o chantilly do frigorífico bata com a batedeira eléctrica até obter a textura de um chantilly normal.
Decore a tarte ao seu gosto com este Chantilly, e sirva bem fresco.



segunda-feira, 10 de Março de 2014

Bolo de Limão Ensopado com Xarope

bolo de limão perfeito

Limões, limões, limões.... é o que tenho mais por esta altura no meu quintal, e ainda bem. É uma fruta tão versátil, tão apreciada tanto em pratos salgados como nos doces.
Hoje trago uma sugestão do famoso pasteleiro francês Pierre Hermé, um bolo de limão que fica com uma textura perfeita devido ao xarope com o qual é embebido. O sabor é, também ele, perfeito: não é muito ácido, nem muito doce.

bolo de limão

É muito simples de fazer, e conserva-se muito bem, até fica melhor no dia a seguir, na minha opinião.

bolo de limão Pierre Hermé


Estas medidas são para uma forma  de bolo inglês de 20 cm de comprimento.

Ingredientes:


  • 3 ovos a temperatura ambiente
  • 200 g de açúcar
  • raspas de 2 limões (biológicos de preferência)
  • 95 g de natas
  • 2 colheres de sopa de rum branco
  • 1 pitada de sal
  • 190 g de farinha peneirada
  • 1/2 colher de café de fermento químico (ou podem usar farinha autolevedante e não usar o fermento)
  • 65 g de manteiga derretida
Para o xarope:
  • 75 g de água mineral
  • 30 g de açúcar
  • 1 colher de sopa de sumo de limão

Passo 1

Raspe os 2 limões e misture ao açúcar numa tacinha, e reserve durante 10 minutos.
Entretanto, acenda o forno a 150ºC, derreta a manteiga e reserve.

bolo de limão com xarope
Junte os ovos à mistura de açúcar, e bata com a batedeira eléctrica durante 5 minutos.
Junte o rum, as natas, o sal e bata mais um pouco para misturar tudo.
Peneire a farinha juntamente com o fermento, e junte em 3 vezes incorporando delicadamente com uma espátula.
Por fim, adicione a manteiga derretida, e misture.
Virta na forma (forrada com papel vegetal, ou untada com manteiga).
Ponha a cozer 1 hora, verifique a cozedura com um palito.

Passo 2

Enquanto o bolo coze, prepare o xarope: ponha a água e o açúcar num tachinho, e firva apenas uns segundos, só para derreter o açúcar.
bolo de limão ensopado

Retire do lume e junte o sumo de limão. Reserve.
Quando o bolo estiver cozido, pincele o xarope todo no bolo ainda quente (por cima e dos lados também), e deixe arrefecer em cima de uma grelha.

bolo de limão

bolo de limão ensopado





quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014

Tarte de Limão Merengada com Creme de Amêndoas e Pistáchios

tarte limão / pistáchio

Hoje trago mais uma receita de tarte de limão, é uma sobremesa que me agrada bastante.
Gosto da aliança entre o ácido do limão, a suavidade da amêndoa e o doce do merengue.
Como tenho um limoeiro à porta de casa, nesta altura tenho uma enchente de limões (biológicos ainda por cima !) e tenho que lhes dar alguma utilidade.
tarte de limão

Esta é mais uma versão que encontrei no blog francês da Isabelle. Cada vez que visito o blog dela, perco-me com tantas receitas bonitas e elaboradas, dá vontade de fazer todas!
tarte limão / pistáchio

Esta tarte tem a particularidade de levar pasta de pistáchio, o que lhe confere um toque diferente assim como uma cor surpreendente quando se corta uma fatia.

tarte de limão, creme pistáchios e amêndoas


Ingredientes: (tarteira de 22 cm Ø )


Massa:

  • 1 base de massa para tartes (receita aqui) ou 1 massa da compra da sua escolha
  • raspas de 1 limão
Creme de amêndoa / pistáchio:
  • 50 g de manteiga amolecida a temperatura ambiente
  • 50 g de amêndoa em pó
  • 50 g de açúcar
  • 35 g de pasta de pistáchio (receita aqui)
  • raspas de 2 limões
  • 1 ovo pequeno
Nota: se não quiser ter o trabalho de fazer a pasta de pistáchio, pode fazer o creme na mesma, com as mesmas quantidades, omitindo apenas  a pasta de pistáchio

Creme de limão:
  • 120 ml de sumo de limão (para mim foram precisos 3)
  • 75 g de açúcar
  • 1 ovo
  • 2 gemas (claras a guardar para o merengue)
  • raspas de 1 limão
  • 15 g de maisena
  • 75 g de manteiga amolecida a temperatura ambiente
Merengue:
  • as 2 claras que sobraram
  • o dobro do peso em açúcar (1 clara pesa em média 30g, = +/- 120 g de açúcar)
Passo 1

Comece por preparar a massa conforme a receita aqui, e juntando as raspas de limão ao mesmo tempo que a farinha.  Deixe repousar 2 horas no frigorífico.
Estenda na bancada e forre a tarteira, pique com um garfo, e reserve.


Se optar por massa da compra, forre a tarteira, pique com um garfo, e reserve.

Passo 2

Prepare o creme de amêndoas:
Acenda o forno a 180ºC.
Misture  a manteiga com o açúcar com uma batedeira ou garfo, até ficar com consistência de creme.
Junte o ovo, as raspas, e a pasta de pistáchios, bata até estar tudo bem incorporado.
creme de amêndoas e pistáchios

Espalhe por cima da massa na tarteira, alise bem e ponha a cozer no forno +/-30 minuto (tape com uma folha de alumínio para a massa não ficar muito escura).

Passo 3

Entretanto, prepare o creme de limão:
Ferva a sumo de limão, e retire do lume.
Numa tigela, bata o ovo, as gemas e o açúcar até obter um creme uniforme.
Junte a maisena, e misture.
Incorpore pouco a pouco o sumo de limão, mexendo sempre.
tarte de limão

Volte a pôr no tacho, e , em lume brando, mexa até o creme espessar um pouquinho, não é necessário ferver. Se ficou com alguns grumos, passe por um chinês ou triture com a varinha.
Junte as raspas, e mexa.
Acrescente aos poucos a manteiga, mexendo de cada vez até estar toda bem incorporada.
Quando a base da tarte estiver cozida, retire do forno, e espalhe esse creme por cima.
Alise, deixe arrefecer totalmente, e ponha no frigorífico pelo menos uma hora.

Passo 4

Para o merengue, pode optar por um merengue básico, dito  francês: basta bater as claras em castelo e juntar pouco a pouco o açúcar até obter a consistência desejada (veja o passo 6 aqui).
Eu optei por um merengue dito "suiço": acho que fica com um aspecto mais brilhante, e não é muito mais complicado de fazer:
Ponha água a aquecer num tacho para usar com banho maria.
Numa tigela, misture as claras e o açúcar, e ponha em cima do banho maria. Vá mexendo de vez em quando, a mistura tem que ficar morna (50ºC), retire do banho maria.
merengue suiço

Bata com a batedeira até estar completamente frio.
Decore ao seu gosto, pode dourar com um maçarico ou na grelha do forno.
tarte de limão

Pode ficar ainda um pouco no frigorífico, mas consuma dentro de 24 horas.